h1

Tecnologia Bélica – Messerschmitt Me 163 Komet

17/04/2009

O Messerschmitt Me 163 Komet foi colocado em operação em meados de 1944, em resposta aos constantes bombardeios sofridos pelo III Reich, que a essa altura do conflito já se achava severamente comprometido. Tratava-se de um “avião-foguete” como o Bachem Ba 349 Natter. O avião, inicialmente concebido como um avião interceptador local, foi projetado por Alexander Lippischblog. Testado como um planador, desprovido de profundor de cauda, foi posteriormente equipado com um motor foguete durante sua fase de desenvolvimento. O motor utilizava um propelente resultante da mistura de dois componentes fortemente reativos, os quais causaram uma série de acidentes que quase inviabilizaram o projeto. Uma operação especial e extremamente controlada era necessária cada vez que o aparelho era abastecido. Os dois caminhões tanques, claramente identificados, cada um com um dos reagentes, se aproximavam da aeronave em momentos diferentes, sendo o piso e o avião lavados entre um abastecimento e outro. O avião, então abastecido, decolava a uma espantosa velocidade, atingia rapidamente altitude e mergulhava sobre os bombardeiros. Como sua autonomia era muito pequena, cerca de oito minutos, o voo prosseguia, após os ataques, como um vôo planado, momento em que se tornava um alvo fácil. Seu pesado armamento podia abater um B-17 com apenas três disparos, no entanto sua velocidade de aproximação era por demais elevada causando dificuldades operacionais aos pilotos, não acostumados a esse desempenho, ainda mais que os pilotos na maioria devido as baixas da Luftwaffe, eram de jovens e pouco treinados. Era um avião extremamente instável mas de concepções inovadoras. A despeito de sua extrema performance apenas 16 bombardeiros foram abatidos por essa aeronave, sendo este um resultado insignificante frente a situação a que se achava a Alemanha ao final do conflito. É interessante observar que ao final da guerra exemplares deste avião cairam nas mãos dos aliados, sende este projeto, ou alguns de seus conceitos, utilizados para o projeto “X”, cujo aparelho X-1, sob comando de Charles “Chuck” Yeager foi o primeiro aparelho a quebrar a barreira do som no dia 14 de outubro de 1947.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: